domingo, 8 de abril de 2012

Candidato a prefeito de SP Fernando Haddad critica parlamentares evangélicos por discursarem contra o kit gay


Pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, o ex-ministro Fernando Haddad (foto) reagiu nesta quarta-feira a ameaças políticas da chamada bancada evangélica no Congresso Nacional e aos ataques ao kit gay encomendado pelo Ministério da Educação quando era titular da pasta.

Para Haddad a polêmica em torno do assunto estimula a violência em alguns indivíduos perturbados que acabam comprometendo a integridade física de cidadãos.

Haddad diz lamentar que esse debate não aborde adequadamente a violência contra as pessoas com outra orientação sexual.

Com informações de O Globo.

COMENTÁRIO:

A violência campeia de norte a sul do Brasil contra todas as pessoas, independente de raça, cor, sexo e religião. Insinuar que opor-se ao kit gay (um material pró-homossexualismo que seria distribuído ás crianças de escolas públicas, mas que diante de força apelo popular contra o mesmo, o MEC preferiu não distribuí-lo).

Em um dos vídeos que seria distribuído às crianças, um ex-secretário do MEC fala, ao apresentar o vídeo, que eles ficaram por cerca de 3 meses decidindo até onde iria a língua num beijo lésbico (assista).

De olho no voto evangélico, o ex-ministro estaria procurando líderes de igrejas de São Paulo, na tentativa de tentar explicá-los sobre o “kit gay”, encomendado pelo Ministério da Educação durante a gestão do petista.

Fonte: Holofote.Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...