quarta-feira, 4 de abril de 2012

A fornicação

A fornicação

Mônica tinha só treze anos de idade quando teve relações sexuais antes do casamento. Este foi o seu testemunho: “Ter relações sexuais antes do casamento foi a experiência mais horrível da minha vida. De maneira alguma foi a experiência tão emocionante e satisfatória que o mundo me fez crer que era. Senti como se todo o meu interior estivesse sendo exposto e o vazio e o clamor do meu coração não eram atendidos por ninguém. É horrível como a consciência te acusa já que também sei que não terei de volta a minha virgindade. Tenho medo do dia em que terei que falar ao homem que verdadeiramente ame e com quem for me casar, que ele não terá sido o único homem, ainda que desejaria que fosse. Eu manchei a minha vida diante de Deus, e fiz muito mal a mim mesma, aos meus pais e a toda a minha família.”

A Bíblia diz: Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo (1ª Coríntios 6:18 ).

Raquel e João se conheciam a um ano. Eles tinham uma amizade muito bonita e um noivado maravilhoso. Os pais de João gostavam muito de Raquel. Mas, uma noite ocorreu algo terrível! João começou a pressionar a sua noiva pedindo que se deitasse com ele. Dizia-lhe: “Se me amas de verdade, não se negará a fazer isso. De qualquer forma logo nos casaremos”. Raquel já tinha até o seu vestido de noiva, mas, naquela noite trágica, a jovem senhorita se rendeu diante de tanta pressão e como resultado, ela engravidou. Quando avisou a João, ele a abandonou e foi viver em outra cidade. Os pais de Raquel não queriam saber dela. Agora, esta jovem está emocionalmente destruida e sozinha. Logo ela será uma de tantas mães solteiras e seu filho, um de tantos filhos sem seu verdadeiro pai.

A Bíblia diz: Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos (...). Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, (...) tem herança no reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros (Efésios 5:3-7).

O jovem que engana a uma jovem como Mônica ou Raquel, somente para obter uma relação sexual, é culpado de destruir não somente a virgindade dela, mas também os desejos e os sonhos dela. E tal jovem também mancha a sua própria vida e consciência com o pecado da imoralidade. Jovem, você não tem nenhum direito de prejudicar dessa maneira a vida de nenhuma mulher e muito menos da tua noiva. Quando ela se entrega a você, não somente se entrega fisicamente, mas também, emocional, sentimental, psicológica e espiritualmente. E tudo se torna mais difícil para ela quando engravida e você de sua parte, a deixa e vai embora. Se você está consciente do desejo sexual quanto a tua noiva, mas a ama de verdade, saberá esperar e a respeitar. Mas, se somente pensa em possuí-la, ter prazer, desfrutar e satisfazer teus impulsos sexuais, então, a tratará como se fosse uma qualquer e terminará frustrando a si próprio e também a ela. A luxúria não espera, o capricho não espera... mas o amor verdadeiro sabe esperar. Jovem, a verdadeira virilidade está ligada ao domínio dos teus instintos. Entregue-se a Cristo e desenvolva um caráter forte no autodomínio. Respeite a mulher e a você mesmo, e evite este tipo de experiência amarga que te marcarão por toda a vida. Assim como você não gostaria que ninguém enganasse e abusasse da tua mãe, irmã ou filha no futuro, então você tampouco faça isto.

A Bíblia diz: Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus (1ª Coríntios 6:10).

Mas, nem sempre os homens tem a culpa. Claro que não! Existe muitas “moças “ que não se dão o respeito e andam acendendo fogos aqui e ali. Estas são as que se vestem de forma provocativa, flertam, são fáceis, todos podem abraçá-las, passar as mãos, beijá-las, sendo que elas permitem tudo. Se este for o teu caso, então não se queixe depois pelos resultados do teu comportamento e aparência. Da mesma forma que deseja ser respeitada, você deve também respeitar os outros. Se você não respeita, será culpada do pecado de luxuria e de provocar o pecado sexual na mente do homem que olha para você.

A Bíblia diz: Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela (Mateus 5:28).

O jovem ou a moça que ama de verdade e espera até o casamento ganha a honra e o respeito de todos. Além disso, Deus olha estas coisas com agrado. Tal vez teus amigos não vejam da mesma maneira que Deus vê, mas a tua futura esposa ou esposo te agradecerá muito. Deus fez o sexo. É algo muito bonito dentro do casamento. Traz satisfação, contentamento e bem-estar emocional na carne. É um dos prazeres mais delicioso e agradável que o casal pode desfrutar aqui na terra. Mas, fora do casamento o sexo se transforma em feio e grotesco. Traz vergonha, escravidão e miséria. Vale a pena esperar.

A Bíblia diz: Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará (Hebreus 13:4).

Se você se encontra manchado pela impureza sexual, seja você um rapaz ou uma moça, te rogamos por meio deste tratado a que procure à Deus com arrependimento e que deixe de pecar. Cristo pode limpar o teu corpo e a tua mente se você se arrepender.

A Bíblia diz: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve (Mateus 11:28-30).

Se você for uma pessoa que, pela graça de Deus se encontra livre dos pecados sexuais, então, desejamos que este tratado te anime a continuar fiel ao Senhor para que desfrute da pureza sexual e espiritual. Se está casado ou casada, então te pedimos que guarde a pureza sexual e que sempre seja fiel ao teu cônjuge.

A Bíblia diz: Bebe água da tua fonte, e das correntes do teu poço. Derramar-se-iam as tuas fontes por fora, e pelas ruas os ribeiros de águas ? Sejam para ti só, e não para os estranhos contigo. Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuament. (Provérbios 5:15-19).

Nós desejamos te ajudar a restabelecer a tua relação com Deus e oferecer o amor e o que for necessário para que possa viver a vida em santidade, como Deus exige de seus filhos.


Todos os textos bíblicos citados neste tratado fazem parte de: A Bíblia Sagrada - Tradução de João Ferreira de Almeida, (ACF) Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil © 1994,1995

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...