quarta-feira, 11 de abril de 2012

LEI DA PALMADA

O Congresso Nacional passa a interferir na educação dos filhos dos brasileiros. Foi aprovado nesta quarta-feira (14/12/2011), na Câmara dos Deputados, o projeto de lei que impede que criança e o adolescente receba qualquer punição por castigos físicos, as famosas palmadas.

Os pais precisam ter autoridade sobre os filhos e para isso precisam sim educar e até se utilizar de uma palmada que não seja com violência, apenas para impor autoridade. Filhos sem educação e sem subordinação aos pais são futuros bandidos. E disso o país está cheio.

A maioria das pessoas envolvidas no crime não teve o domínio da família. Toda a agressão física que caracterize violência aos filhos deve sim ser punida e isso já está previsto em leis. Portanto a lei da palmada é desnecessária. Se uma mãe dá uma palmadinha no filho e alguém denunciar, ela será penalizada, mesmo que não seja com violência. Isso é lamentável.

Fonte: Jornal de Colombo
contato@jornaldecolombo.com.br

COMENTÁRIO:

Lembro-me, quando criança, de minha mãe me chamando enquanto eu brincava. Eu apenas respondia: “Já vou”, mas continuava brincando. Até que ela se aborreceu e me deu umas palmadas. A partir daí, sempre que ela me chamava eu prontamente me apresentava: “Estou aqui, mainha, o que a senhora quer?”.

Ninguém, em sã consciência, aprovaria o espancamento como forma de educação. Mas a criança às vezes prefere levar uma bronca ou um castigo verbal do que abrir mão de algo que sabidamente contrariará seus pais. Por outro lado, um castigo físico sempre é temido.

Vejamos o que a Bíblia diz:


Pv 13:24 Aquele que poupa a vara aborrece a seu filho; mas quem o ama, a seu tempo o castiga.
Pv 22: 15 A estultícia está ligada ao coração do menino; mas a vara da correção a afugentará dele.
Pv 23: 13 Não retires da criança a disciplina; porque, fustigando-a tu com a vara, nem por isso morrerá. 14 Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno.
Pv 29: 15 A vara e a repreensão dão sabedoria; mas a criança entregue a si mesma envergonha a sua mãe.

Quero errar o mínimo na educação de meus filhos, pois sei que não terei 2ª chance. Entre o Congresso Nacional e a Bíblia, eu prefiro ficar com a Bíblia!

Laurentino Aguiar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...