quarta-feira, 4 de abril de 2012

O desafio de ser Pai

desafio_paiQuanto tempo um casal deve se preparar para a paternidade responsável?

Nenhuma outra missão é mais desafiadora do ponto de vista moral, social e espiritual do que “SER PAI”. Quanto tempo uma pessoa estuda para ser um advogado, um administrador de empresas, médico ou dentista?

Para ser um bom médico, dependendo da área em que se vai atuar, entre a universidade e uma especialização os estudos podem durar até dez anos. O que é mais difícil, ser um “bom médico” ou um “bom pai”? Se você respondeu que é ser um “bom pai”, faça uma pesquisa entre cem pais e veja quantos destes se prepararam dez anos para “exercer a paternidade”. É por causa desta falta de preparo que os pais cometem a maioria dos seus erros com o primeiro filho, super-compensam com o segundo e, finalmente, acertam com o terceiro - isto é, quando acertam. O que dizer de pais que só tiveram um ou dois filhos, será que deu tempo para aprender?

Ser pai é como ser um escultor, que pega uma madeira bruta e dela faz uma linda “obra de arte” que enche os olhos de todos. Esta não é uma tarefa simples, fácil e comum, pelo contrário, é uma missão que exige aptidão, devoção, entrega, sacrifício, renúncia, amor e muita dedicação. É comum ver, após as minhas palestras sobre: “o desafio de criar filhos em um mundo conturbado”, pais com os olhos cheios de lágrimas, dizendo: “Por que eu não escutei tudo isso há trinta anos? Se tivesse ouvido, com certeza, não teria cometido os erros que cometi e teria sido um pai melhor”.

Diante desse desafio, a pergunta que você pode estar fazendo, é: “Como se preparar para a paternidade responsável?” Primeiro – Aprendendo com as experiências dos seus pais. Meus pais criaram nove filhos, quatro homens e cinco mulheres. Do processo de educação de todos eles, muitas coisas devem ser copiadas e, outras, devem ser evitadas. Aprendemos também com os erros que os nossos pais cometeram. Hoje eu compreendo que meus pais tentaram acertar. Segundo: Ouvindo outros pais que foram bem-sucedidos em sua missão. Quando os meus filhos ainda eram pequenos, em uma das minhas viagens fiquei hospedado na casa de um pastor durante uma semana. Foram dias de aprendizagem. A minha esposa e eu ficamos impressionados com a educação, com o respeito, o carinho e a submissão daqueles filhos para com os pais, e vice-versa. Durante todo o tempo que passamos ali, deu para perceber o quanto aqueles pais foram bem-sucedidos em sua missão de educar. Antes de viajar de volta para a nossa casa eu o chamei, à parte, e perguntei: - Querido, qual é o segredo para se ter filhos assim? Qual é a receita para formar filhos com esse perfil? Eu ainda estava no começo e não queria errar na missão de ser pai. Tivemos um bom tempo juntos, onde ele me deu uma “aula” inesquecível de “como educar filhos” para que sejam fontes de alegria dentro e fora de casa. A minha esposa e eu aplicamos aqueles princípios. Já faz mais de dezesseis anos que isso aconteceu e ainda somos gratos a esse amigo que nos ensinou a sermos melhores pais. Terceiro: Participando de simpósios sobre “Família”. Sempre que encerro um seminário para famílias, dias depois, recebo muitos e-mail’s de homens e mulheres testemunhando as mudanças provocadas pelo esclarecimento por meio das minhas palestras. Quando Jesus disse: “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”, (1) isso tem a ver com a “libertação da ignorância” a fim de que sejamos pessoas melhores em todas as áreas da nossa vida. Pais que fazem a diferença na vida dos filhos, são aqueles que têm fome de conhecimento e sempre buscam aprender para exercerem a paternidade de acordo com o que foi planejado por Deus. Nunca deixe de participar dos simpósios, seminários, congressos e palestras sobre família. Isso lhe fará um pai e mãe melhores. Quarto: Lendo bons livros que tratam sobre este tema. A maioria das pessoas desconhece o poder que há na leitura de bons livros. Pais que lêem muito sobre a sua missão no lar, sempre serão melhores do que aqueles que não se importam com a leitura. Freqüentemente sou impactado com a leitura de um bom livro. Em uma das minhas viagens, li um livro que impactou a minha vida em algumas áreas, inclusive, no que diz respeito aos meus filhos. Foi tão forte o que aconteceu que, ao chegar a casa, comecei a mudar muita coisa que estava sendo feita de forma errada. Busque ler bons livros com o propósito de melhorar nas áreas que você sabe não ter habilidade. Quinto: Busque sempre na Palavra de Deus as respostas que são necessárias para o exercício da paternidade responsável. A Bíblia é o “manual do fabricante”, ninguém melhor do que Deus para dizer como deve funcionar a família. Os livros sobre relacionamento são importantes, porém a Palavra do Senhor é imprescindível, vital, indispensável, soberana. Tudo precisa passar por ela. A Bíblia é o nosso prumo, nossa lâmpada, nossa balança fiel, nossa base sólida (rocha), mapa, bússola, nosso pão, nossa água, fonte de esperança, alegria, paz, fé, amor e confiança. Jesus disse que, qualquer pessoa que edifica seu projeto de vida tendo como base a Sua Palavra, é inteligente e vive com segurança, pois mesmo vindo a tempestade, esse projeto não terá problema – porque está firmado naquilo que é inabalável, a Palavra do Senhor. Porém, Ele também afirma que, aqueles que desprezam a Palavra de Deus, ou não a levam muito a sério, constroem seu projeto de vida sobre uma base frágil, inconsistente, vulnerável, por isso não suportarão a força dos ventos quando vier a tempestade. (2)

Lembre-se, nossos filhos nos dão a oportunidade de sermos os pais que gostaríamos de ter.

  • Antes de se casar você teve orientações sobre “Como criar filhos emocionalmente saudáveis”?
  • Quantos livros você já leu sobre “A difícil arte de educar filhos”?
  • Você já participou de alguma palestra sobre “Pais e Filhos”?
  • É comum para você conversar com pais que tiveram sucesso na criação dos seus filhos para aprender com eles?
  • Você tem procurado, na Palavra de Deus, as respostas necessárias sobre criação de filhos?

_______________________

  1. Ev. João 8.32
  2. Ev. Mateus 7. 24-26


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...