domingo, 8 de abril de 2012

Senadora Marta Suplicy fala que PL 122/2006 ‘preserva a liberdade de culto’. CUIDADO !

A senadora Marta Suplicy (PT/SP) – relatora do PL 122/2006 (lei da ‘homofobia) ou da “ditadura gay” concedeu uma recente entrevista ao Jornal O Globo, onde falou sobre a polêmica envolvendo a PL 122/206 e a liberdade de culto no Brasil. O que mais chamou a atenção na entrevista foram as sutilezas. Parece até que perguntas e respostas foram combinadas antes.

Ao ser questionada: “com a nova lei, o padre seria obrigado a celebrar um casamento entre homossexuais, sob pena de ser tachado de homofóbico?”

A senadora respondeu: “Claro que não. Há uma ressalva que preserva a liberdade de culto, inclusive a liberdade de poder dizer que, na interpretação daquela igreja, é um pecado”.

Primeiro esclarecimento:

A pergunta feita pela repórter está totalmente fora do contexto do PL 122/2006. Em nenhum momento aqueles que se opõem ao Projeto de Lei fazem-no com temor da obrigatoriedade do tal “casamento gay”, pois o PL 122/2006 não diz respeito a isto.

Segundo esclarecimento:

Ao responder a pergunta, a senadora Marta Suplicy fala que há uma “ressalva que preserva a liberdade de culto, inclusive a liberdade de poder dizer que, na interpretação daquela igreja, é um pecado”.

Não existe, no PL 122, ressalva alguma que versa sobre liberdade de culto e muito menos citando a palavra “pecado”.

Se a repórter quisesse realmente fazer uma pergunta séria, ela teria perguntado sobre os artigos polêmicos que realmente trarão sérios riscos à liberdade de culto no Brasil e até problemas para os pais.

Para saber mais detalhes sobre o real perigo do PL 122/2006

O artigo “O perigo do PL 122/2006“, de 2007, mostra com clareza o que realmente é este perigoso Projeto de Lei.

Ressalta-se que o PL 122/2006 estava arquivado, mas a senadora Marta Suplicy conseguiu a assinatura de alguns senadores e conseguiu desarquivá-lo. Dos mais de vinte senadores que assinaram o pedido de desarquivamento, um deles é do Rio de Janeiro – o senador Lindberg Farias. Este tem planos futuros no Estado ou Município do Rio e que certamente buscará apoio católico e evangélico para suas ambições políticas – chegará então a hora de inquiri-lo do porquê ele ter assinado o desarquivamento de um Projeto de Lei perigoso à igreja brasileira.

DIGA NÃO ao PL 122/2006 (Lei da “Homofobia” ou da “ditadura gay”).

DIGA NÃO ao PL 7382/2010 (Lei da Heterofobia, proposto pelo deputado federal Eduardo Cunha – PMDB/RJ). Tal PL penaliza a discriminação a heterossexual em até três anos de prisão (mais à frente vou escrever o porquê deve-se combater veementemente este outro PL).

Fonte: Holofote.Net?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...