quinta-feira, 5 de abril de 2012

Silas Malafaia tem 72 horas para se defender contra acusação de homofobia


Silas Malafaia tem 72 horas para se defender contra acusação de homofobiaDe acordo com o colunista da Veja, Lauro Jardim, o Pastor Silas Malafaia, acusado de incitar a violência contra homossexuais em seus programas na TV, tem 72 horas para se defender das acusações. As declarações em questão foram ditas durante o programa Vitória em Cristo que foi ao ar em julho de 2011 quando o pastor criticou severamente a atitude de manifestantes gays que usaram a imagem de santos católicos durante a Parada do Orgulho Gay de São Paulo. Malafaia disse que a Igreja Católica precisava “baixar o porrete” e “entrar de pau” nos participantes e organizadores, se referindo a mover processos, mas a ABLGBT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) considerou essas frases como homofóbicas.
O pastor é réu em processo que corre na 24ª Vara Federal de São Paulo. O Ministério Público exige um pedido de desculpas de Malafaia no ar. Silas Malafaia considera o processo “absurdo” e já informou que não pretende se retratar e que não vai ser incriminado através de um vídeo que foi manipulado, se referindo ao vídeo usado como prova, que teria sido manipulado por ativistas gays.
“Em hipótese alguma vou pedir retratação, pois isso é um absurdo. Os gays manipularam a minha fala para me incriminar, e sou eu que tenho de pedir retratação? Isto deve ser uma brincadeira”, disse.
O vídeo que foi interpretado pela promotoria como homofóbico e por isso o líder religioso, e também a Band, emissora que divulgou o programa Vitória em Cristo e junho passado, precisariam se retratar usando o dobro do horário usado para comentar sobre a Parada Gay.

Fonte: CJ Portal Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...