quarta-feira, 4 de abril de 2012

Uma paixão proibida aconteceu e agora?

Por Pr Ismael.

Resposta a uma mulher casada que se apaixonou por um outro homem através da internet e está na iminência de abandonar o marido para viver com o outro.

E Tudo começou por falta de ajustes na frequência sexual deles.
Os homens devem prestar atenção nisso! Não em vigiar a esposa, mas em satisfazê-la sexualmente, pois este é seu dever (ICo.7).

Querida fulana,

Olha, a melhor escolha você já sabe, o caminho a ser seguido está dentro de você, ele é aquele que é certo, justo e santo.

Talvez você esteja buscando alguém para apoiar uma decisão errada.

Acredito que quando decidimos as nossas questões levando em consideração o temor a Deus, sempre desejoso em ser obediente, Ele vem sobre as nossas vidas e nos recompensa com amor, cuidado, proteção e cura.

Ninguém é dono do amanhã senão o Senhor, mas é possível esperar que se esta relação pecaminosa não permaneça por causa da desconfiança existente em seus corações. Vocês podem se declarar confiar um no outro, mas no fundo fica o questionamento, será que ele(a) será fiel.

Vocês olharão um para o outro e cada um per si, vai se questionar: “Ela(e) trocou o primeiro cônjuge por mim, e agora, será que não vou ser trocado também?

Depois de algum tempo vivendo juntos você verá que a “grama do vizinho, que agora é a sua grama, não era tão verde assim”. Muitos ajustes terão que serem feitos também.
Ninguém é perfeito ou completo em si mesmo, se fosse Deus não precisaria fazer uma Eva para Adão.

É melhor enfrentar a realidade e dizer para o marido, “Olha eu estou no vermelho, eu tenho uma necessidade sexual diferente da sua e você não está suprindo, que tal a gente conversar sobre isso? Deus te honrará e irá clarear os teus caminhos.

Fico imaginando cada vez que você pensar em fazer uma oração a Deus, você vai se lembrar que está em adultério e o mesmo acontecerá com ele.

Chego a pensar que vocês teriam que migrar a sua fé para o esoterismo, pois é ali que a busca de comunhão com Deus vem divorciada de compromisso e obediência.

Um dos problemas da nossa sociedade é que está contaminada por um hedonismo desenfreado, onde a busca pelo prazer pessoal imediato é o que importa, e os meios para se chegar lá não são considerados, tanto faz se alguém vai se machucar, se alguém vai ser traído, se agrada a Deus ou não.

Espiritualizando essa situação que você está vivendo eu diria que há um espírito que está por trás disso e certamente não é o Espírito de Deus.

Se vocês gerarem filhos, um dia eles saberão a verdade sobre os pais que possuem e será grande a vergonha. É verdade que quando queremos mentir para nós mesmo e acreditarmos na nossa mentira isso também é possível, mas a mentira, será sempre mentira.

Como você pediu conselhos eu vou te dar, afaste-se por completo desse relacionamento, não é questão de sentimento ou coisas do coração, mais de fazer a coisa certa, é tomada de decisão.As coisas que começam errado tendem a dar errado até o fim.

Quando você assumir o governo do seu coração, tirá-lo das mãos dos sentimentos e emoções, sufocando assim esta esperança de que alguma coisa vai acontecer e possibilitar essa paixão, então o trabalhar de Deus terá início.

É melhor sofrer por um período determinado do que viver uma vida de mentira, um misto de vergonha e arrependimento pelo resto da vida.

Se alguém não conhece Jesus, não o teme, não considera os seus estatutos, creio que conseguirá enrolar a vida até que surja uma nova paixão, mas para quem já teve um encontro com Jesus, isso não será mais possível, salvo se abrir mão do relacionamento com Ele.

Esse tipo de coisa irá adoecer vocês dois. Pois para sempre saberão que fizeram a escolha errada, que feriram pessoas, que traíram a confiança de alguém e, como sempre é feito, irão transferir a culpa para o outro, tentando isentar-se a si mesmo de responsabilidades pelo ocorrido.

Eu não tenho medo do inferno ou do diabo, mas tenho muito medo da ausência de Deus na minha vida.

Vocês dois existem para com as suas vidas glorificar a Deus e o que é que vocês estão fazendo?

Volta a dizer,enquanto houver uma fagulha de esperança, você não irá se libertar desse sentimento. Acreditando você que de alguma forma esse amor será possível, ficará presa neste laço.

Por outro lado, se você se arrepender, ajustar isso com Deus, e tomar a decisão que Deus espera que tome, Ele te honrará, e eu creio, que Ele pode sim, fazer você se apaixonar de novo pelo seu cônjuge.

Desconfiança, sentimento de culpa, vergonha, separação de Deus, acusação vinda de todos os lados, esses serão os ingredientes que irão apimentar a relação de vocês.

Sei de tua dor até mesmo para ler isso, mas não posso me omitir da verdade.

Por outro lado, Deus mudando o seu coração virá tempos de alegria, filhos poderão vir e você olhará nos olhinhos deles sem medo de nada, sem vergonha da própria história, eles serão abençoados.

Vamos orar para que Deus te fortaleça e primeiramente, que se arrependa, deixe o pecado, volte-se para Deus e para o seu marido.

Deixar essa paixão pode doer muito, mas vai passar quando você decidir terminar com tudo isso.

Dores maiores temos visto pessoas enfrentarem , conhecemos mães que perdem seus filhos adolescentes em acidentes de trânsito, e contudo elas decidem viver e buscam força e vivem.

Que o Espírito de Deus fale com você e diga: “Filha, esse é o caminho, andai por ele, não se desvie nem para a direita e nem para a esquerda. Esse é o Caminho.”

E como último conselho, faça amor com seu marido como você nunca fez, desperte ele, lembrando que "quando eu mudo, tudo ao meu redor muda".

No amor de Cristo, Pastor Ismael.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...