quinta-feira, 31 de maio de 2012

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE MORAR JUNTO SEM SE CASAR

Portanto, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarãouma carne´ Gn2:24
 Muitos casais têm optado por um relacionamento liberal, e simplesmente passam amorar juntos, sem o compromisso do casamento. É o que o novo código civil chamade ³uniões estáveis´.
Os argumentos para que um casal não queira assumir o casamento, são variados emuito criativos, mas não conseguem anular os preceitos de Deus, que são eternos.
Precisamos entender dois princípios básicos sobre este assunto:
1. O relacionamento íntimo conjugal é um privilégio exclusivo para o casamento.Este é o plano de Deus desde o princípio para o ser humano: Por causa daimoralidade, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido´ (ICo 7:2). Todo aquele que opta por um plano diferente, estará entrando por umcaminho obscuro e sem a aprovação do nosso Criador. Ter relações sexuais comalguém que não é seu esposo/esposa é fornicação. Deus assim determinou paraque pudéssemos manter nosso corpo limpo, puro e santo (Gl5:19, I Co 6:13, Tt1:6, Cl 3:5).
2. Começar a morar junto não substitui o casamento. Casamento é uma cerimôniapública perante Deus e a sociedade, onde o casal faz uma aliança indissolúvel (Rm 7:2-3, I Co7:10-11). Esta cerimônia varia conforme a época e o local. Nos nossosdias, envolve um contrato civil feito em cartório. Com a assinatura deste contrato,o casal recebe uma certidão de casamento, ou seja, um documento que comprovaque ambos estão casados. Sem esta certidão, não há casamento. Quando Jesusestava conversando com a mulher samaritana, ele foi bem claro quando disse: ...ohomem com quem você mora agora não é seu marido  (Jo 4:16-18). Confirmandoo conceito de que não basta morar junto para se considerar casado.
A ssim sendo, concluímos que um casal só pode viver junto legitimamente, comomarido e mulher, apenas se for legitimamente casado. Caso contrário, ambos estãoem adultério. 

Se este for o seu caso, procure acertar a sua situação. Sabemos que osmandamentos de Deus para nós são todos para o nosso bem. Não podemos amar aDeus e discordarmos de Sua maneira de dirigir todas as coisas.
Importa antes obedecer a Deus que aos homens. Se porém, não lhes agrada servir ao Senhor, escolham hoje a quem vocês irão servir´.(At 5:29e Js 24:15).
Fornicação: relação sexual de pessoa não casada , com pessoa casada ou não. O adultério é pecado depessoas casadas com outras que são seus próprios cônjuges. Ver Exodo 22.16; Numeros 25.b;provérbios 2.16-19, I Corintios 6.9. Do coração procedem...adultérios (fornicadores), Mateus 15-19b.Que abstenham da fornicação, Atos 15.20b. As obras da carne são .... fornicação, Gálatas 5.19b. Quantoaos fornicadores... o lado que arde com fogo Apocalipse 21.8b. Ver adultério, meretriz,prostituição.
Fornicário: o que comente fornicação, nenhum fornicador tem herança, Efesios 5.5a . Paraos fornicadores, para as sodomitas I Timoteo 1.10ª. E ninguém seja fornicador Hebreus 12.16a . E aosfornicadores...sua parte será no lago apolicapse 21.7-8a . I Corintios 7.1-40 ; I Corintios 6-12-20.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Formatura Basico e Bacharelado em Teologia - Maceió Mar Hotel

Formatura dos cursos Básico e Bacharelado em Teologia do ITG


Entrega do certificado de filiação da OTPB - Ordem dos Teólogos e Pastores do Brasil


Entrega do Prêmio Ciro de Filantropia Eclesiástica à várias personalidades e autoridades do estado de Alagoas


Data: 26 de maio de 2012


Local: Maceió Mar Hotel / Maceió - AL


Realização: ITG - Instituto Teológico Gamaliel, OTPB - Ordem dos Teólogos e Pastores do Brasil e APA - Associação Primeiro Amor


Direção: Pr. Flávio Nunes e Pr. Luiz Hamilton




Dia de Evangelização Global acontece no dia 2 de junho

Mais de 200 nações se preparam para o Dia de Evangelização Global, mobilização que acontecerá no dia 2 de junho em prol da propagação do evangelho de Cristo. Igrejas em todo o mundo participarão de atividades evangelísticas.
O pastor Márcio Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, incentiva os cristãos a participarem da mobilização: “esta é a oportunidade gloriosa que você tem de se juntar, espontaneamente, a milhões de cristãos que sairão pelas ruas em todos os lugares da Terra para anunciar que o dia da salvação é chegado”.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Xuxa diz que sofreu abuso sexual

Revelação irá abafar escândalo de filme de pedofilia que vem assombrando sua vida e carreira durante décadas?

No programa Fantástico de domingo passado, Xuxa alegou que sofreu abusos sexuais na infância. Supostamente, foram três homens.
Xuxa, no Fantástico, revelando-se vítima de pedofilia
Sua declaração forte trouxe uma alta em sua imagem num momento em que sua carreira já não tem o brilho que tinha antes. O brilho tem sido cada vez mais ofuscado por um sombrio esqueleto em seu armário: Em 1982 ela fez o papel principal do filme “Amor estranho amor”, que contém cenas de pedofilia explícita em que ela seduz um menino.
Xuxa vem travando uma batalha judicial sem tréguas para que o filme, que tem perturbado sua carreira e fama, não seja oficialmente comercializado em DVD. Seus produtores haviam chegado a exigir 100 mil reais por ano para manter o filme “extinto”. O desgaste com o obsceno filme pró-pedofilia tem sido um flagelo na fama e bolso da atriz.
Xuxa, em filme pró-pedofilia, fazendo sexo com um menino
A trajetória de Xuxa, com suas recentes revelações de pedofilia na infância, teve um início com contexto previsível. Sabe-se que ela, por costume da família ou vontade própria, gostava de andar nua dentro de casa quando era menina. Crianças de lares com tais “hábitos” não raramente enxergam com “naturalidade” o sexo.
Qualquer homem moralmente são teria dificuldade de visitar uma casa onde o pai permite que sua filha de oito, dez ou doze anos ande “ao natural”. Não chega a ser “fora do normal” um lar com nudez descarada produzir abusos sexuais. É um ambiente produtor de tentações.
Tais lares, além de tornarem suas crianças vulneráveis aos oportunistas sexuais, não veem nada de errado em revistas pornográficas.
Xuxa como capa da Playboy: ganhando muito dinheiro
Xuxa não só tinha essa visão, mas também chegou a posar nua para várias revistas pornográficas, inclusive a mais famosa, a Playboy. O que era “natural” para ela acabou também virando fonte de renda.
Mesmo com esse histórico moralmente turbulento, ela acabou entrando no mercado infantil, com um programa primeiramente na TV Manchete e depois na TV Globo, onde dançarinas mirins com trajes curtos e a garotada garantiram para ela e para a TV Globo IBOPE e audiência. Ela passou de coelhinha da Playboy à rainha dos baixinhos.
É uma carreira infantil de sucesso alicerçada em assombrações pornográficas e pedofílicas.
Ela não era, é claro, o exemplo ideal para as crianças. Mas o mundo imundo da TV tem valores inversos de uma família que protege os filhos com valores morais.
Durante o governo de Lula, Xuxa encabeçou a campanha nacional “Não Bata, Eduque!”, lançada por Lula em Brasília. A campanha, de modo ostensivo, buscava a criminalização de pais e mães que aplicam castigos físicos como disciplina para o mau comportamento dos filhos.
Xuxa mostrou sua rebelião a esse mundo com limites para as crianças. Talvez ela anseie um mundo onde as crianças possam tranquilamente andar livres dentro de casa — livres de roupas — e assim estar mais preparadas para ver com naturalidade o sexo e a revista Playboy.
Mas a experiência de uma infância sem limites e sem roupas não trouxe felicidade para a menina Xuxa. Trouxe, pelo que alega ela, estupros. E trouxe, pelo que mostra seu currículo, seu estrelato num filme de pedofilia explícita e participação em revistas pornográficas.
Em todas essas décadas, Xuxa jamais reclamou de ter sofrido peso na consciência pela óbvia incoerência entre sua vida no mercado pornográfico e no mercado infantil. O que importava, talvez, fosse obter dinheiro, fosse de qual fosse a procedência.
Na entrevista ao Fantástico, Xuxa se queixa de um pai ausente, mas quando ela teve oportunidade de fazer diferença na sua vida, ela escolheu ter uma filha sem um pai. Ela determinou que a figura do pai ficasse ausente da vida de sua filha.
Depois de sua recente confissão de abuso sexual na infância, Xuxa deveria abandonar seu ativismo contra os direitos dos pais disciplinarem seus filhos e imporem limites — inclusive o uso de roupas — neles. Abuso e violência não é impor limites nos filhos, conforme hoje esbraveja Xuxa com sua campanha anti-pais, mas a falta de limites.
Seu ativismo agora deveria se limitar aos malefícios da nudez dentro de casa, de como essa prática torna as crianças presas fáceis de pedófilos, do sexo casual e da pornografia.
O ativismo dela deveria também incluir uma campanha de alerta para que os pais bloqueiem toda pornografia em seus lares.
E ela poderia também aproveitar e aparecer novamente no Fantástico para pedir perdão às famílias e crianças do Brasil pelo filme “Amor estranho amor”, onde ela mesma, já adulta consciente e com fome de grana, fez descarada propaganda pró-pedofilia.
 

Marta Suplicy e PLC 122: a volta da mentira

Por inspiração de Obama, senadora homossexualista quer de volta PLC 122 do jeito da senadora derrotada Fátima Cleide

Julio Severo
Cansada da resistência do povo brasileiro, mas animadíssima com o recente mau exemplo de Obama apoiando o “casamento” gay, a senadora petista Marta Suplicy tomou a decisão, em 15 de maio, de retomar o texto do PLC 122 que havia sido proposto pela ex-senadora Fátima Cleide, a antiga relatora do PLC 122 que foi facilmente derrotada em seu estado exatamente por defender o supremacismo gay.
PLC 122: Gaystapo ataca de novo
Com a derrota de Fátima nas eleições de 2010, o PLC 122 foi sepultado no Senado, sendo desenterrado em seguida por Suplicy, que esperava que seu ativismo radical pudesse dar para o projeto supremacista gay o avanço que Fátima nunca conseguiu dar. Suplicy tentou de tudo, até mesmo dar uma concessão especial para que padres e pastores não fossem punidos se pregassem contra o homossexualismo dentro de suas igrejas.
Marta reconheceu publicamente que o texto de Fátima, o qual agora ela está trazendo de volta, condenava à prisão toda pessoa que dissesse qualquer coisa contra o homossexualismo. Por isso, ela havia criado uma isenção, conforme ela disse neste vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=jIOOE0n2V5g

Antes dessa generosa concessão, as velhas palavras do PT e Fátima Cleide garantiam ao povo brasileiro que o PLC 122 jamais traria nenhuma perseguição aos cristãos. O projeto, segundo eles, visava exclusivamente proteger gays inocentes de supostas turbas “homofóbicas” que patrulham as ruas do Brasil à procura de estranhos com trejeitos para assassinar.
Os evangélicos ficaram desconfiados com as garantias de Fátima e do PT. Afinal, em 2002 o candidato Lula havia se comprometido com líderes evangélicos tradicionais, pentecostais e neopentecostais que seu futuro governo jamais promoveria o aborto e o homossexualismo. Mas o governo dele foi exatamente o contrário do que ele prometeu. (Alguém, com certeza, deve ter se gabado nos bastidores: “Enganei um monte de bobo na casca do ovo!”)
A desconfiança dos evangélicos com as promessas de Fátima produziu uma campanha de igrejas para derrotar a reeleição dela. Mas eis que vem como substituta Marta Suplicy, considerada a rainha dos gays.

Livro “O Movimento Homossexual”

Só não conhece Suplicy quem não quer. Ela já vinha sendo denunciada desde meu livro “O Movimento Homossexual”, publicado pela Editora Betânia em 1998. Ela é uma antiga defensora de toda prática sexual anormal, tendo sido treinada, nas décadas de 1960 e 1970, em universidades dos Estados Unidos. Ninguém no mundo consegue formar melhor um PhD em depravação do que uma grande universidade americana.
Obama: inspiração para Marta Suplicy e supremacistas gays do mundo inteiro
A motivação de Marta está muito longe de preocupações com homossexuais. Anos atrás, vendo que estava perdendo a eleição para a prefeitura de São Paulo, ela insinuou, na propaganda de sua campanha, que o candidato opositor era homossexual. Foi uma jogada estratégica: sabendo que a população é em grande parte contra o homossexualismo, Marta se aproveitou e tentou tirar a força o outro candidato do armário, a fim de que o povo reagisse contra ele e a favor dela.
Em seu oportunismo, Suplicy não hesitou em usar sua máquina de propaganda política para fazer bullying e perseguição contra um homossexual, fazendo de tudo para puxar o tapete dele.
Se a defesa dela da agenda gay não é movida por amor aos homossexuais, então qual é a motivação? Como esquerdista, Marta crê na “luta de classes”, conceito de Karl Marx para provocar uma revolução na sociedade que, no fim, traga a ditadura comunista.
Tendo essa ideologia como princípio de vida, é missão de Marta e outros esquerdistas fortalecer determinadas classes e categorias, dando-lhes poder para entrar em choque especialmente com os padrões morais da sociedade, a fim de produzir o caos social, que será a desculpa perfeita para a implantação de um feroz controle tirânico sobre todos os cidadãos.
A volta de Marta ao PLC 122 de Fátima Cleide nada mais é do que a volta ao projeto do caos e da mentira. Ouviremos novamente a ladainha, dita um milhão de vezes por Fátima, de que o PLC 122 não trará perseguição aos cristãos.
Marta Suplicy quer PLC 122 do jeito que Fátima Cleide havia proposto
Contrariando essa ladainha toda, passei anos alertando contra o PLC 122 e seus perigos. A grande mídia, como sempre, deixava suas audiências no escuro da desinformação e até mesmo da flagrante mentira. Mas com meu blog e com meu livro, fiz minha parte para conscientizar o povo.
Minha luta recebeu atenção internacional, dando-me a oportunidade de dar entrevistas para veículos de comunicação dos EUA e Canadá.
Enquanto isso, no Brasil jornais e revistas evangélicos, em grande parte nas mãos de esquerdistas, tentavam lidar com o PLC 122 de forma “imparcial”, respeitando a palavra de Fátima Cleide de que o projeto supremacista gay não representava ameaça aos cristãos.

“Moinhos de vento”

Crendo obviamente nessa palavra, numa entrevista carregada de deboches a revista Cristianismo Hoje me apontou como um “daqueles crentes quixotescos, disposto a lutar contra moinhos que talvez só ele consiga enxergar”.
A ameaça do PLC 122, que hoje é corretamente entendida como um perigo grave, foi tratada, em 2009, como mera ilusão ou até mesmo paranoia pela revista Cristianismo Hoje. Outras mídias evangélicas, como o tabloide sensacionalista Genizah, tratam os opositores do PLC 122 quase como doentes mentais. Essa atitude progressista lhes rende elogios e aplausos dos ativistas gays.
Mais recentemente, Danilo Fernandes, o dono do Genizah cuja ficha corrida está realmente crivada de escândalos judiciais, entrevistou Caio Fábio na revista Cristianismo Hoje. (O nome oficial completo do Danilo consta aqui.) A entrevista não dispensou deboche algum a ele, que foi tratado como um homem que, depois de sofrer inocentemente e ser “martirizado”, é elevado a sublimes alturas celestiais reservadas a um número restrito de santos esotéricos.
A única verdade importante que se aproveitou da entrevista foi Caio reconhecer, ainda que lamentando, que o explosivo crescimento das igrejas neopentecostais na década de 1980 atrapalhou a união das outras igrejas que estava acontecendo em torno da Teologia da Missão Integral (TMI) — que é, nas palavras de Ariovaldo Ramos, a vertente protestante da Teologia da Libertação.
Geralmente, os adeptos da TMI têm uma visão esquerdista da luta contra o PLC 122. A visão deles se traduz em apatia ou deboches, que Cristianismo Hoje e Genizah fazem muito bem, em sua perfeita comunhão espiritual e ideológica. Para eles, a ameaça do PLC 122 é pura suposição ou “moinhos de vento” na cabeça de alucinados. Os não alucinados, para eles, são os que têm a TMI na cabeça.
Cristianismo Hoje e Genizah nunca insinuaram que Marta Suplicy, Fátima Cleide, Lula, Dilma Rousseff e o PT são um bando de alucinados ou têm a mente cheia de moinhos de vento. Pelo contrário, Lula, Dilma, Obama e seus descarados apoiadores evangélicos foram muitas vezes celebrados em suas páginas. Qualquer mídia evangélica que festeje tais criaturas fatalmente debochará de genuínos seguidores de Jesus Cristo.
Quando iniciei a luta contra o PLC 122 no meio evangélico, a grande mídia evangélica, encharcada até a alma com a TMI, só enxergava o lado mais positivo que Fátima Cleide apresentava. Eu vi o lado realista, que por acaso era sombrio e negativo. Essa não foi a primeira vez que vi perigos que muitos não viam. Quando meu livro “O Movimento Homossexual” foi lançado, muitos o julgaram “exagerado” por denunciar que os ativistas homossexuais chegariam ao ponto de exigir a doutrinação das crianças nas escolas. A resposta geral era: “Isso nunca vai acontecer no Brasil!”
Trabalhei, na década de 1990 (e posteriormente), como uma voz que clama no deserto. Quem leu meu livro naquela época, hoje me chama de profeta. Quem leu na década de 1990, sem ver o que ocorreria hoje, me achava um alucinado.

As ameaças dos ativistas gays não são ficção

No início da luta contra o PLC 122, muitos me viam da mesma forma. Dá para entender quando o povo não compreende. Mas os líderes muitas vezes têm outras motivações. Um grande líder evangélico que, num artigo da revista Ultimato, atacou os cristãos que lutam contra o PLC 122 tinha uma motivação particular: viajando o Brasil inteiro para ministrar para milhares de pessoas, deixava filhos pequenos e cônjuge abandonados. O resultado: os filhos acabaram se envolvendo com o estilo de vida homossexual.
O que não é de surpreender são as ligações desse líder com Caio Fábio, revista Ultimato e Genizah. Mas em que sua raiva contra os cristãos anti-PLC 122 poderia ajudar seus filhos que entraram no homossexualismo por causa de seu sobrecarregado trabalho de ministrar em todo o Brasil? Destroem suas famílias e depois querem, na maior cara de pau, posar de guardiões de uma ética cristã hipócrita que se opõe a uma genuína defesa da família. Em que seus ataques e deboches aos cristãos anti-PLC 122 poderiam ajudá-lo a resgatar seus filhos do homossexualismo?
Graças a Deus, a visão progressista da TMI, que pinta os opositores do PLC 122 como paranoicos, está perdendo força. Um número cada vez maior de pessoas está enxergando as horrendas consequências que a sociedade brasileira sofrerá se o se o projeto de supremacismo gay for aprovado.
Para a volta ao texto do PLC 122 de Fátima Cleide, Marta se apoia nas palavras de Toni Reis, presidente da ABGLT, que disse: “Mais de três mil homossexuais foram assassinados no Brasil nos últimos anos. Mas o projeto ainda não foi aprovado”.
Ele também garantiu que “o projeto não afeta a liberdade de expressão dos religiosos que são contra o homossexualismo”.
Voltaremos assim às desculpas (e mentiras) de sempre — com o apoio de líderes evangélicos negligentes que facilitam a entrada de seus filhos no homossexualismo e depois procuram bodes expiatórios para seus próprios pecados.
Se o PLC 122 “não afeta a liberdade de expressão dos religiosos que são contra o homossexualismo”, então por que, mesmo sem esse projeto, Toni Reis pressionou o Ministério Público Federal contra mim e contra Silas Malafaia? Mesmo antes dessa ação da ABGLT, a própria Associação da Parada do Orgulho Gay de São Paulo já havia feito queixa contra mim no MPF em 2006.
Por conta da minha luta contra o PLC 122, uma mobilização gayzista na rede social do Orkut levou um grande número de ativistas gays a pressionar o Google a fechar meu blog em 2007. O Google só o reativou depois da pressão de muitas pessoas, inclusive do filósofo Olavo de Carvalho, vários advogados e um procurador em Brasília.
Esse procurador telefonou para o Google perguntando sobre o fechamento do meu blog, recebendo como resposta que meus textos promovem violência contra os homossexuais. O procurador declarou ao advogado do Google que ele era assíduo leitor do meu blog e nunca havia visto um único texto meu de ódio ou violência contra os homossexuais. Em seguida, não vendo justificativa legal para manter meu blog encerrado e censurado, o Google o liberou.
Entretanto, as pressões gayzistas nunca cessaram. Mensagem interceptada de comunicação interna da ABGLT em 2010 mostra Toni Reis orientando os grupos homossexuais do Brasil a procurarem minha localização no exterior. Mais recentemente, por incitação de ativistas homossexuais do Brasil, AllOut, uma das mais ricas organizações homossexuais dos EUA, me incluiu numa campanha para pressionar o PayPal a fechar a conta de dez importantes organizações cristãs. WND, um dos maiores sites conservadores dos EUA, denunciou a campanha contra mim.
Sob pressão de AllOut, minha conta de PayPal foi fechada no final de 2011, bloqueando um canal por onde cristãos enviavam suas ofertas para mim e minha família. Esse caso do PayPal ficou conhecido como o quarto maior caso de perseguição anticristã nos EUA em 2011. Vendo a vitória de AllOut contra mim, ativistas gays do Brasil conseguiram convencer a organização gayzista americana a lançar uma campanha para aprovar o PLC 122.
Entretanto, muito diferente do que esperavam os militantes gays do Brasil e dos EUA, meu ministério de alerta prossegue. E prosseguem as tentativas deles de me censurar, bloquear, localizar, processar e, sim, até prender.
Em julho de 2011, WND já havia denunciado monitoração do Ministério de Segurança Nacional dos EUA ao meu blog. Como se sabe, hoje o governo mais pró-homossexualismo do mundo é o governo americano, que tem uma política mundial descaradamente a favor da agenda gay. Mesmo depois da denúncia, que se confirmou, meu blog continuou sofrendo visitações de órgãos americanos, numa vergonha revelação dos EUA agindo como uma polícia internacional pró-sodomia, patrulhando cristãos que se opõem ao supremacismo gay. As ameaças ao Blog Julio Severo estão agora registradas internacionalmente.
Pressões da Gaystapo brasileira e americana são uma ameaça constante ao Blog Julio Severo
Se mesmo não havendo nenhuma lei anti-“homofobia” no Brasil, meu blog já sofre todo esse patrulhamento, o que ocorreria depois da aprovação do PLC 122?
Com o PLC 122 aprovado, a ABGLT, a Associação da Parada do Orgulho Gay de São Paulo e outros grupos gays radicais não se limitariam a fazer queixas, mas iriam diretamente para a exigência de prisão para mim e outros que denunciam o pecado homossexual, com a alegação criminosa de que essa denúncia é a causa de assassinatos de homossexuais em ambientes de drogas, prostituição e brigas de parceiros ou clientes sexuais.
Se é verdade que três mil homossexuais foram assassinados no Brasil nos últimos anos, então é muito mais verdade que, no mesmo período, cerca de 1 milhão de brasileiros foram assassinados, e menos de dez por cento desses assassinatos foram solucionados. As outras centenas de milhares de assassinatos ficaram impunes.
Marta Suplicy fará tudo para que a luta de classes se torne realidade no Brasil, com a garantia de que o PLC 122 não trará nenhuma perseguição aos cristãos. Como reforço, a grande mídia evangélica esquerdista garantirá que a luta dos cristãos contra o PLC 122 é pura ilusão, é “luta contra moinhos de vento”. É a união perfeita do inútil com o desagradável. É um eco inconfundível da percepção da própria grande mídia secular do Brasil.
Sempre que lhe for ideologicamente conveniente, Suplicy continuará elogiando, adulando e defendendo os ativistas gays — a menos, é claro, que ela descubra que um concorrente político é homossexual.

Clodovil

Vale lembrar que provavelmente o maior inimigo de Suplicy era Clodovil Hernandes, que era homossexual assumido, mas inteligente o suficiente para se opor ao supremacismo gay por entender que a conduta homossexual não é natural. Clodovil não tinha receio de contrariar radicais ativistas gays.
Numa entrevista publicada na revista Veja, feita poucos dias antes de sua morte, o repórter perguntou: “Por que o senhor não apresentou nenhum projeto defendendo o direito dos homossexuais?”
Clodovil respondeu: “Deus me livre. Quais direitos? Direito de promover passeata gay? Não tenho orgulho de transar com homem”.
Clodovil: Não tinha orgulho de transar com homem e era o maior inimigo de Marta Suplicy
Se Suplicy e sua volta da mentira do PLC 122 tiverem êxito, a legalização do que não é natural e não é motivo nenhum de orgulho para ninguém produzirá opressão e injustiças na sociedade brasileira.
Clodovil chegou a reconhecer que queria uma mudança. Tal mudança o PLC 122 nunca poderá dar, mesmo que o governo, tirando dinheiro de nosso bolso, pague caríssimas operações de mudança de sexo.
Pena que não haja ainda operações de mudança de cérebro.
Transplantar o cérebro de Clodovil para Suplicy faria muito bem ao Brasil.
Fonte: www.juliosevero.com

Pessoas religiosas têm menos doenças, comprova novo estudo

 


As pessoas que frequentam serviços religiosos regularmente tem menos propensão que as demais a desenvolver diabetes ou pressão arterial elevada, sugere um novo estudo feito no Canadá. Mais uma vez a fé aparece ligada à boa saúde. Um dos principais motivos é que os religiosos, na maioria das vezes, não possuem um comportamento de risco, não fumam, não bebem e entendem que o corpo é uma dádiva dos céus e por isso precisa ser bem cuidado.
Os autores do estudo, da McMaster University em Ontário, Canadá, teorizam que cristãos e membros de outras confissões religiosas encontram apoio para lidar melhor com as doenças, oferecendo uma rede de apoio social quando elas ocorrem.
Em entrevistas que faziam parte de um estudo paralelo, os fiéis e os sacerdotes dizem sentir que ir à igreja é algo “terapêutico”, disse Ananya Banerjee, a epidemiologista que liderou a pesquisa.
“Os líderes religiosos sentem que as pessoas entram em um estado meditativo, e os templos são lugares onde podem se sentir em paz”, disse ela. ”Esse tempo às faz realmente refletir sobre suas vidas e absorver tudo o que estava sendo dito… por isso podem viver a vida ao máximo, mas sempre de acordo com a vontade de Deus”.
A pesquisa da McMaster é a primeira desse tipo no Canadá, conseguindo provar a relação da saúde com a fidelidade religiosa, dizem os autores.
Os dados foram coletados a partir da Pesquisa Canadense de Saúde da Comunidade, feita pelo governo canadense e que continha dados sobre a vida religiosa das pessoas. A professora Banerjee e seus colegas analisaram as fichas de 5.400 entrevistados, de diferentes idades.
Eles descobriram que aqueles que iam regularmente à igreja ou que participaram de cultos religiosos ao menos uma vez por semana tinham quase 20% a menos de chances de sofrer com hipertensão e 40% a menos de probabilidade de serem diabéticos. Também há uma taxa menor de doenças cardíacas, mas a diferença não foi considerada estatisticamente significativa.
Ms. Banerjee disse que ela enfrentou um ceticismo inicial, quando propôs o estudo como parte de seu trabalho de doutorado, e uma grande rejeição das revistas médicas quando ela tentou publicar suas conclusões. Mas ele teve seu trabalho reconhecido pela renomada revista especializada Religion and Health [Religião e Saúde].
A medicina há anos vem investigando constantemente a ligação entre fé e saúde, com várias escolas de medicina oferecendo cursos sobre espiritualidade para os médicos em treinamento, e já existem mais de 3.000 estudos publicados sobre o assunto. O problema é que a maioria deles sempre é contestado, seja pela metodologia usada, o tamanho da amostragem ou o interesse dos realizadores em defender sua confissão pessoal.
Nenhum desses argumentos se sustenta nesse caso, pois os dados foram coletados pelo governo, o numero é bastante alto e principalmente porque embora 90% das pessoas que responderam a pesquisa sejam cristãs, a doutora Banerjee, filha de indianos, é uma hindu praticante.
Os críticos sempre fazem pouco desse tipo de pesquisa, argumentando que, em parte, os resultados positivos não são influenciados pela religião, mas sim pela comunidade a que a pessoa pertence.
Contudo, o doutor Harold Koenig, médico e diretor do Centro de Espiritualidade, Teologia e Saúde, aponta para estudos que mostram o contrário, com outros tipos de “ambiente positivo ou de apoio” sendo responsável pela melhora em apenas 15% dos casos. “Em uma comunidade religiosa, o contato social é importante, mas não é tudo. O sistema de valores e crenças é que faz com que as pessoas cuidem melhor de si mesmas e umas das outras”, conclui.

Traduzido e adaptado de National Post

Em nota, Papa Bento XVI defende a criação de um governo único mundial. Cristãos acreditam ser o sinal do Anticristo

Em nota, Papa Bento XVI defende a criação de um governo único mundial. Cristãos acreditam ser o sinal do Anticristo
O Pontifício Conselho Justiça e Paz do Vaticano publicou uma nota abordando o tema da crise financeira mundial, intitulada “Para uma reforma do sistema financeiro e monetário internacional na perspectiva de uma autoridade pública de competência universal”.
Nessa nota, sob argumentos humanitários, o Vaticano propõe que todos os países do mundo avancem nos estudos de estabelecer uma autoridade mundial, para assuntos financeiros e bélicos. Segundo a nota, “ninguém, conscientemente, pode aceitar o desenvolvimento de alguns países em desvantagem de outros”. Para o Vaticano, “o caminho rumo à construção de uma família humana mais fraterna e justa e, antes ainda, de um renovado humanismo aberto à transcendência, parece ainda muito atual”.
Ressaltando a Carta encílica “Pacem in Terris”, (termo em latim que pode ser traduzido como Paz na Terra), escrita em 1963 por João XXVIII e que previa uma unificação cada vez maior do mundo, a nota afirma que desde aquela época, se reconhecia o fato de que, na comunidade humana, faltava uma correspondência entre a organização política, ‘no plano mundial, e as exigências objetivas do bem comum universal’. Por conseguinte, desejava que um dia se pudesse criar ‘uma Autoridade pública mundial”, afirma a nota.
O processo de globalização do mundo e dependência mútua cada vez maior dos países é classificada pela Igreja Católica como um fato previsto pelo Papa João XVIII em sua carta, e apoiada pelo Papa atual, Bento XVI. “Face à unificação do mundo, favorecida pelo complexo fenômeno da globalização; perante a importância de garantir, para além dos demais bens coletivos, o bem representado por um sistema econômico-financeiro mundial livre, estável e ao serviço da econômica real, hoje o ensinamento da Pacem in terris parece ainda mais vital e digno de urgente concretização. O próprio Bento XVI, no sulco traçado pela Pacem in Terris, manifestou a necessidade de constituir uma Autoridade política mundial”.
O comunicado explica os motivos, classificados pela igreja católica como humanitários, de se apoiar um governo único, proposta que é entendida por teólogos como parte do surgimento do Anticristo, previsto nas profecias do Apocalipse. O Vaticano propõe uma reflexão na luta pelo desarmamento dos países: “Pensemos, por exemplo, na paz e na segurança; no desarmamento e no controle dos armamentos; na promoção e na tutela dos direitos fundamentais do homem; no governo da economia e nas políticas de desenvolvimento; na gestão dos fluxos migratórios e na segurança alimentar; e na salvaguarda do meio ambiente. Em todos estes âmbitos, é cada vez mais evidente a crescente interdependência entre Estados e regiões do mundo, e a necessidade de respostas, não apenas setoriais e isoladas, mas sistemáticas e integradas, inspiradas pela solidariedade e pela subsidiariedade, e orientadas para o bem comum universal.”
O Pastor Antônio Mesquita, do blog “Fronteira Final” entende que sob o argumento de ações humanistas, o Vaticano acaba protagonizando uma profecia bíblica sobre o assunto: “Analise a semelhança com o alerta bíblico a respeito do acordo entre o Anticristo e os judeus. O texto de 1 Tessalonicenses 5:1-5 diz: ‘Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas”, opina o Pastor.
Em determinado trecho da nota, o Vaticano afirma que essa “Autoridade Mundial” deve surgir de um processo em que todos os países a reconheçam e aceitem. “A autoridade supranacional deve possuir uma delineação realista e ser realizada gradualmente, com o objetivo de favorecer também a existência de sistemas monetários e financeiros eficientes e eficazes, ou seja, mercados livres e estáveis, disciplinados por um adequado quadro jurídico, funcionais para o desenvolvimento sustentável e para o progresso social de todos, inspirados nos valores da caridade na verdade”.
Para o Pastor Mesquita, as ideias propostas pelo Vaticano se aproximam muito do que as Escrituras Sagradas dizem a respeito desse tema, com perseguição aos cristãos: “A Bíblia diz o seguinte, sobre o Governo Único: ‘E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se a ele poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça’.

Após protestos, MTV desiste de reality show ‘para perder a virgindade’

 
A MTV desistiu da ideia de um reality show voltado para jovens a partir dos 18 anos, que estivessem dispostos a terem a rede documentando a perda da sua virgindade (um conceito de “fama pelo sexo”, que muitos viram como preocupante). Vários segmentos da sociedade americana protestaram.

“A idade adulta jovem é um momento para a exploração. Novos relacionamentos, novas experiências e estreias sexuais”, diz a chamada de elenco publicada on-line no início deste mês pela MTV.
O convite aberto da rede de televisão atraiu a condenação rápida de pais preocupados, como também de outros membros da sociedade, levando a MTV a reconsiderar os seus planos. ”Este foi um aviso preliminar do elenco, e não estamos avançando com um piloto”, disse segunda-feira (21), um representante da Music Television, de acordo com a Fox News, que descreveu o anúncio como “uma chamada de elenco para fama pelo sexo”.
Controvérsias
Jim Daly, presidente e CEO da Focus on the Family, uma organização sem fins lucrativos voltado para a família, acha que as notícias relativas à MTV mostram o tipo de tensão que os cristãos enfrentam em função da cultura popular. ”Um grande exemplo da permanente tensão, da luta que nunca cessou desde que o primeiro homem pecou”. Ele também lembra que a transformação de uma cultura é, em última análise, o trabalho de Deus.
“Como crentes, somos chamados a fazer o nosso melhor para reformar nossa cultura”, escreveu Daily no website Communities, acrescentando: “Claro que estou contente que a MTV mudou de rumo sobre o programa. O design de Deus para a sexualidade é sagrado e belo e não deve ser jamais explorado”.
A chamada do elenco da MTV foi publicada no início deste mês e levou muitos usuários on-line a criticarem a rede pelo seu conceito controverso. Outros que haviam acabado de descobrir na segunda-feira a notícia também foram ao Twitter para darem a sua opinião sobre o programa, que parece ter tentado os títulos “Minha Primeira Vez” ou “Perdendo”.
Comentários da mídia norte-americana
Gallup: 73% dos americanos dizem que os valores morais da nação estão piorando”, escreveu o colunista do Boston Globe, Jeff Jacoby, usando a frase “A evidência fresca” para mostrar aos seguidores do Twitter um relatório sobre o “Losing It” da MTV.
“A MTV quer virgens que estejam dispostas a perder a virgindade para novo programa de TV… Um sinal do apocalipse. Isso é tão perturbador”, escreveu o analista de esportes Stephen Howard.
John Nolte, escrevendo para o website Breitbart, disse que, literalmente, engasgou quando leu o anúncio do “mal” da MTV para jovens virgens. ”A MTV pode e, sem dúvida, irá se esconder por trás do fato de que pessoas de 18 anos são adultos legais. Mas você pode se aproveitar de adultos tão facilmente quanto pode se aproveitar de crianças, especialmente adultos jovens condicionados pela cultura pop, como a da MTV, a acreditarem que celebridade e narcisismo são virtudes”, escreveu.
“O que a MTV está fazendo pode ser legal, mas ainda é uma exploração desprezível de alguns dos nossos cidadãos mais vulneráveis”, acrescentou Nolte. ”Se você quiser rebaixar-se, é um país livre. Atrair os outros, no entanto, é um ato de maldade”, finalizou.

Registre o seu comentário sobre está matéria

Pressão: Marvel faz casamento gay de ‘X-Men’!

Capa da edição da HQ "Astonishing X-Men", em que o personagem Northstar pede a mão de seu namorado Kyle
A editora Marvel Comics, que publica as histórias em quadrinhos com os super-heróis mais populares do mundo, “entrou na moda” e decidiu casar Northstar, um personagem gay, no número que sairá à venda nesta quarta-feira (23) nos Estados Unidos.
Nesta revista, intitulada “Astonishing X-Men“, o mutante gay Northstar – nome que oculta a personalidade de Jean-Paul Beauvier, um dos integrantes dos X-Men, aparecerá de joelhos para pedir a mão de seu antigo namorado, Kyle Jinadu.
A pressão para tornar aceitável o casamento homossexual é tanta que, segundo reportagem da Folha, os criadores afirmaram que querem apenas ‘situar seus leitores’ diante de um dos assuntos sociais mais comentados, atualmente, nos Estados Unidos. Detalhe, o casamento entre homossexuais não é autorizado na em boa parte do país.
O tema também ganhou evidência durante a campanha eleitoral para presidência do país, já que Barack Obama “mudou de opinião” e declarou publicamente seu apoio à união entre pessoas do mesmo sexo.
“O universo da Marvel sempre refletiu o mundo em que vivemos através da janela e, por isso, tentamos que nossos personagens, suas relações e histórias estejam ancoradas na realidade”, disse o editor-chefe da editora, Axel Alonso, em comunicado. Segundo Alonso, as equipes de Marvel estão trabalhando há um ano para “assegurar que o casamento de Northstar e Kyle reflita essa realidade”.
Além do lançamento previsto para esta quarta, a Marvel também confirmou que o episódio do casamento do mutante e seu namorado também será retratado na próxima edição das aventuras X-Men, que deverá chegar ao mercado em um mês.
O personagem Northstar se firmou como herói da Marvel em 1979, quando se tornou um dos integrantes da equipe “Alpha Flight” e um dos antagonistas de outros populares super-heróis.
A partir de 1983, os criadores transformaram este personagem em um dos mais populares da editora. Nesta época, além de ter se tornado um medalhista olímpico, Northstar também aparecia como um bem-sucedido empresário. No entanto, a identidade sexual do super-herói só foi relevada publicamente em 1992, enquanto sua aproximação com Kyle começou a partir de 2009.

Qual é a sua opinião sobre essa matéria? Registre o seu comentário

Marcha para Jesus leva mais de 300 mil pessoas ao centro do Rio

A Marcha para Jesus do Rio de Janeiro teve início às 14h40 deste sábado, mas por volta das 14h o clima de empolgação já tomava conta da avenida presidente Vargas, centro do Rio. Ao som de sete trios elétricos, milhares de fiéis percorreram ruas e avenidas do Centro da cidade.
A marcha começou na Central do Brasil e se estendeu até a Cinelândia. Mais de 300 mil pessoas compareceram e formaram um grande exército de Deus.
De acordo com a organização do evento, evangélicos vieram em mais de 300 ônibus de vários bairros do Rio, da Baixada Fluminense e das regiões dos Lagos e Serrana.
Quando os trios começavam a deixar a avenida presidente Vargas, tomando a avenida Rio Branco, milhares de fiéis gritaram e profetizaram: “Governador, autoridades, é Jesus Cristo quem comanda essa cidade”.
Durante o percurso, membros de igrejas evangélicas fizeram discursos contra a corrupção, adultério, pedofilia e prostituição.
Após a chegada da Marcha na Cinelândia, um palco estava montado para dar início a grande festa de louvor e adoração. Os pastores Silas Malafaia, Marcus Gregório, Marco Antônio Peixoto e Abner Ferreira pregaram para a multidão que vibrava, num verdadeiro mar de alegria.
O prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes e o senador Lindbergh Farias estiveram no palco e juntos ao pastor Silas Malafaia se mostraram impactados com a bela manifestação de paz e fé.
As atrações gospel ficaram por conta de: Thalles Roberto, Jotta A, Davi Sacer, Renascer Praise, Ministério Apascentar, Comunidade Evangélica da Zona Sul, Régis Danese, Nani Azevedo, Jozyanne, Eyshila, Kainón, Gabriela Rocha e Ministério Gospel Night.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Culto na 10ª. Companhia de Engenharia - AMEBJ

 Hoje dia 18 de Maio de 2012, 10ª. Companhia de Engenharia. O culto na 10ª Companhia de Engenharia foi benção de Deus, o auditório estava cheio, além dos soldados que receberam as boinas como símbolo de vitória, de conquista de uma nova etapa na vida, os familiares que estavam presentes no culto louvaram  a Deus com muita alegria. O Sargento Marcos Antonio que deu inicio ao culto, agradeceu a presença da AMEBJ e falou da importância de ver os pastores presente neste evento.

O presidente da AMEBJ, Pr. Rogério Vidal, deu uma palavra de exortação aos novos soldados e glorificou o nome de Jesus, além de louvores e participações de alguns Soldados o culto foi um momento de muita emoção para as mães que também foram homenageadas  no culto.

No final os pastores juntamente com os novos soldados cumprimentaram a todos os presentes. Parabéns a AMEBJ por mais esse momento de muito louvor ao nosso Deus.


Magia negra teria feito amante e mulher ficarem presos durante sexo e pastor é chamado para orar e desfazer feitiço

Magia negra teria feito amante e mulher ficarem presos durante sexo e pastor é chamado para orar e desfazer feitiço
Um caso curioso de adultério precisou de um pastor, que foi chamado para desfazer uma obra de magia negra e desprender um casal de amantes.
O marido da mulher desconfiava de traição, e consultou um curandeiro em Nairóbi, no Quênia, para que através de magia negra, prendesse o casal de amantes, de forma que o caso fosse descoberto e revelado publicamente.
O curandeiro então preparou um ritual que manteria a mulher e seu amante presos um ao outro, literalmente, enquanto praticassem o sexo.
Sem conseguirem se soltar, o casal precisou pedir ajuda, e de acordo com informações do G1, uma multidão se juntou em frente a casa para aguardar o desfecho do casal de amantes.
O homem concordou em pagar uma indenização ao marido traído, e só então, o pastor foi chamado para fazer a oração e desfazer o feitiço que mantinha os dois presos.
Fonte: Gospel+

Anistia Internacional tenta fazer de “casamento gay” uma questão de direitos humanos


 

Em vários lugares do mundo, o Dia Internacional da Família foi celebrado ontem (17). A conhecida organização Anistia Internacional (AI) expressou publicamente seu apoio ao “casamento gay”, insistindo que trata-se de um “direito humano”.
Para a Anistia Internacional, o direito está garantido pelo artigo 16 da Declaração Universal dos Direitos Humanos e pelo artigo 23 do Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos. Portanto, todos os países que o negam estariam discriminando os casais do mesmo sexo.
Entretanto, movimentos religiosos pró-família lembram que esses documentos não fazem alusão ao matrimônio como um “direito” das pessoas homossexuais.
A Declaração Universal dos Direitos Humanos afirma que “Os homens e mulheres de maior idade, sem qualquer restrição de raça, nacionalidade ou religião, têm o direito de contrair matrimônio e fundar uma família. Gozam de iguais direitos em relação ao casamento, sua duração e sua dissolução”.
Por sua vez, o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos afirma que “reconhece o direito do homem e da mulher a contrair matrimônio e a fundar uma família se tiverem idade para isso”.
Para muitos, esse posicionamento da Anistia não é surpresa, pois coincide com a crescente defesa do “casamento gay” em grande parte dos Estados Unidos e de vários países europeus. Lembram ainda que, em 2007, a organização considerou o aborto como um direito humano e atacou as igrejas que se opõe a esta prática.
Na época, o Presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz, Cardeal Renato Martino, qualificou a defesa do aborto como “uma traição da missão da Anistia Internacional”, pois desde sua fundação o objetivo era “resguardar os direitos inalienáveis de todos os seres humanos”.
O cardeal e outros líderes cristãos dizem ter visto uma tentativa global de evitar a discussão da questão gay do ponto de vista moral ou religioso e tentar vê-lo apenas como uma questão de sonegação de direitos. Se tratada dessa perspectiva, certamente encontrará um apoio maior da sociedade e dos políticos em geral, mesmo que distorça o princípio geral do que são os direitos humanos.

Com informações ACI Digital

O telemarketing do arcanjo - Walter Mercado Gospel???

Será que Walter Mercado está voltando, agora travestido de apóstolo???

Walter sandro Pereira da Silva recorda o dia em que o Arcanjo Miguel veio em seu auxílio pela primeira vez. Ele tinha 2 anos e meio e procurava desesperado a chupeta perdida. “Foi quando apareceu este ser dizendo que ela estava debaixo da cama e que eu devia procurar o Salmo 91.” Quando os pais encontraram o pequeno, ele tinha a chupeta na boca e a Bíblia na mão: milagre. “Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos”, dizia o premonitório texto bíblico. Hoje, sentado à cabeceira da mesa da sala de reuniões de sua Igreja Templária de Cristo na Terra, em São Paulo, a cargo de um crescente séquito de 10 mil “templários”, ele agradece a providência angelical, enquanto explica, entre ligações recebidas pelo smartphone, sua missão divina na Terra.
Por que abrir uma nova igreja, quando tantas outras disputam fiéis e denúncias Brasil afora é resposta que o apóstolo tem pronta. “Foi o Arcanjo Miguel que orientou.” Assim a igreja saiu do papel, mas não sem um percurso repleto de sacadas empresariais e, por que não, verdadeiros milagres (“pois não existe coincidência”) que fizeram desse pernambucano pobre de Gravatá o líder de uma seita-símbolo do sincretismo religioso nacional: compósito da lógica de bufê livre, da tolerância e da espiritualidade sem limites do brasileiro.
Mais velho de três filhos de um mestre de obras, Silva veio para São Paulo bebê e cresceu num ambiente católico sem arroubos religiosos. Isso até visitar sua cidade natal aos 13 anos, entrar em uma igreja evangélica e ouvir do arcanjo que deveria pregar. Virou evangélico. Anos depois, quando começou a vender seguros, descobriu o dom da retórica e passou a dar palestras motivacionais: deixe de fumar, emagreça, conquiste o amor. Com a mesma ênfase convencia qualquer um de qualquer coisa, tudo transmitido em um programa na Rádio Mundial. As pessoas saíam a suspirar, crentes, felizes da vida. Estudante de Psicologia, deixou os estudos e bolou sua versão de autoajuda, munido das dicas do arcanjo e de uma fórmula infalível: a pessoa pagava pela entrada na palestra, emocionava-se e na saí-da comprava o livro, o CD e o DVD.
Sincretismo e doação. A Igreja Templária de Cristo mistura Reiki, ioga e passes espíritas 
Por dez anos viveu assim. Mas faltava algo, insistia o arcanjo. Até o pregador conhecer gente que “sentia”, como ele, vir de algo maior – nada menos que a reencarnação dos Cavaleiros Templários, braço militar da Igreja Católica formado por monges com voto de pobreza que aceitaram a tarefa de proteger os cristãos dos muçulmanos, enquanto aqueles tomavam desses a Cidade Sagrada nas Cruzadas. Quando Jerusalém ficou para trás, templários foram queimados vivos pela Inquisição. “Somos a reencarnação deles.” As reuniões começaram como uma espécie de maçonaria, que aos poucos incorporou doses de Reiki (prática esotérica), ioga e passe espírita. Em 11 de novembro de 2011, quando Silva estava prestes a entrar no ar pelo canal UHF 58, novo milagre se deu. “O Arcanjo Miguel materializou-se e disse para eu abrir a igreja. Foi tão forte que tive uma crise de cálculo renal. Fui ao banheiro e ele veio e disse pra botar a mão na urina. Eu pus. E saiu uma pedra do tamanho de meio grão de feijão.” À meia-noite o programa foi ao ar já com o nome de Igreja Templária.
Sandro Silva, que se comunica com o Arcanjo Miguel desde os 2 anos e meio, e tem cerca de 10 mil seguidores A hierarquia nasceu naturalmente. Há um apóstolo (ele), cujo cargo é vitalício e só pode ser transmitido após um conclave. Há também um primeiro-ministro, quatro bispos, 20 ministros e 560 mestres, cada qual encarregado de cuidar de 70 -fiéis. O apóstolo vive “uma vida simples”, em uma casa em São Bernardo do Campo (o “solo sagrado”), com nove dos ministros, sua mãe e cerca de 80 cães e gatos – a igreja tem como tarefa tirar animais da rua. Apóstolos não se casam. O anel de ouro na mão esquerda, com três luas entrecruzadas (as três religiões), ganhou-o de um ourives que foi a uma de suas palestras e seguira o desenho sugerido pelo arcanjo.
Além do prédio no número 643 da Rua Leais Paulistanos, a igreja tem sedes no Rio de Janeiro, no Espírito Santo e em Minas Gerais. Estrutura crescente, que começou a ser erguida com auxílio de doações. Com 1,5 mil reais em moedas, o apóstolo comprou uma Kombi velha, com a qual os mestres vendiam batatas de porta em porta para arrecadar dinheiro.
Outros tempos. Hoje a igreja é mantida pelo “Carnê da Gratidão”, um boleto com depósito de 33 reais em uma conta do Banco do Brasil. “A pessoa não paga. Ela doa.” E ganha, de quebra, o número do celular de um dos mestres para ligar quando quiser, todo dia até as 2 da manhã. “Qual seu problema? Bem, às vezes Deus não cura agora para testar sua fé”, diz o mestre em uma das baias da sala onde cerca de 20 pessoas se revezam em três turnos para atender 3 mil ligações por dia no telemarketing. “A senhora gostaria de receber um CD do Arcanjo Miguel? Não, não é obrigada a pagar. Mas seu lado material vai render mais.” Ao lado, uma senhora corta boletos com uma guilhotina.
A casa do tesouro tem crescido. Um tour revela as 44 salas da igreja, nas quais a mesma cruz pátea impera, entre desenhos de Buda, faraós e santos católicos. Há dois auditórios e salas. Uma das salas de reunião é repleta de cristais a dividir espaço com uma armadura medieval, um sarcófago, São Jorge e a Virgem Maria. Ao lado fica o hospital de cura, onde macas se enfileiram à espera dos pacientes. “Teve uma mulher que chegou com a bexiga podre. Em um mês aqui, a bexiga dela se refez inteirinha.” Mas milagres mesmo se dão durante o “Vale de Sal”, evento que atrai 5 mil pessoas uma vez por mês. Toneladas de sal desenham uma trilha por onde as pessoas que têm problema espiritual caminham e passam mal. “Uivam, gritam, vomitam.”
Tanta peculiaridade trouxe inimigos. “Já cansei de sofrer ameaça de morte, pelo telefone, pela internet.” Mas o apóstolo segue sua vida exemplar. “Templário não ingere café, carne ou açúcar (só mascavo). Ioga e tai chi chuan são obrigatórios. Se bem que a minha ioga é na tevê”, diz, à mesa onde grava os programas. Se tudo der certo, e o arcanjo há de ajudar, em breve a igreja terá seu canal UHF (que custou 120 mil reais) para levar, “em cadeia nacional”, a mensagem do fim do preconceito. “Nós não temos nenhum.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...